Política

Educação lança edital para melhorias em creche

Encaminhamento deve ser feito hoje. Investimento nas obras no Santo André será de R$ 117 mil

Créditos: Matheus Aguilar
SESSÃO: dois projetos foram votados por acordo de lideranças - Lidiane Mallmann

Lajeado - A Secretaria de Educação (SED) de Lajeado deve encaminhar hoje a autorização para licitação de obras de melhorias na Escola Municipal de Educação Infantil Criança Alegre, do Bairro Santo André. A informação é da titular da pasta, Vera Plein. Serão R$ 117 mil para troca de telhado, ajustes nas partes elétrica e hidráulica e também para uma fossa. 

Vera foi convidada a dar explicações no plenário da Câmara antes da sessão de ontem, depois de denúncias de que sacolas plásticas haviam sido colocadas para sanar problemas com goteiras na instituição de ensino. A reclamação foi apresentada pelo suplente Jones Barbosa da Silva, o "Vavá" (MDB), que nas últimas duas semanas ocupou a cadeira de Carlos Ranzi (MDB). Na sessão do dia 19, Vavá destacou que um pedido de reparos no telhado da Criança Alegre foi solicitado no ano passado. A partir deste desabafo, foi agendada a reunião com a secretária Vera. O encontro de ontem foi conduzido pelo suplente.

Em sua explanação, a titular da SED afirmou que a principal preocupação do governo é investir em melhorias na estrutura das escolas do município. "Sabemos que alguns prédios são antigos e que não foram feitos os reparos necessários ao longo do tempo. Queremos que todas tenham infraestrutura muito segura e dependemos de licitações, que muitas vezes demoram." 

Vera revelou que foi feito um levantamento da situação em todas as escolas e se tenta resolver o que é possível com o máximo de agilidade. É o caso da Criança Alegre. "Estive lá no ano passado e levei um susto quando me deparei com aquela situação das sacolinhas nas goteiras. A direção explicou que não tinha como deixar baldes por questões de segurança. Foi feito um reparo e agora existe apenas uma goteira em uma sala", comenta. 

Segundo ela, os problemas estruturais na Criança Alegre vão além das goteiras. "A troca do telhado é um dos pontos que precisam ser resolvidos. Para isso, são necessários projeto e orçamento. Encaminhamos o projeto para a Secretaria de Planejamento, que foi devolvido na semana passada. Estamos com recursos liberados e vou encaminhar hoje para que seja feita a licitação", indica.

Ordem do dia
Sem projetos previstos na ordem do dia, os vereadores de Lajeado acabaram votando dois textos por meio de acordo de lideranças. O primeiro foi o que permite que a prefeitura conceda direito real de uso de uma área ao Centro de Tradições Gaúchas Raízes do Sul. 

O segundo autoriza serviços de demolição, limpeza e transporte de material em imóvel particular. Com isso, serão disponibilizadas horas máquina para demolição de construção antiga na Rua Edwino Henrique Becker, Bairro Universitário, onde fica a Comunidade Católica São José Operário, limpeza e terraplenagem do terreno e transporte do material. O imóvel é de propriedade da Mitra Diocesana de Santa Cruz do Sul. A comunidade pretende construir um espaço novo no local.

Comissões
Pela manhã, 11 projetos foram discutidos na reunião de comissões, conduzida pelo líder de governo, Mozart Lopes (PP), com a participação do secretário da Fazenda, Guilherme Cé. Ele esclareceu pontos do projeto que dispõe sobre as diretrizes orçamentárias para 2019. Um dos questionamentos foi relativo ao repasse feito para a Câmara. "Em 2018 e 2019, será aplicado 7% do Orçamento no Legislativo. Em 2017, foram R$ 7,8 milhões; em 2018, R$ 8,1 milhões e 2019, R$ 8,7 milhões, ou seja, não houve redução", explica Cé.

Liberado pelas comissões o projeto que institui o programa de incentivo ao desenvolvimento de microcervejarias artesanais, brewpubs e cervejeiros caseiros. Também o que discorre sobre as diretrizes orçamentárias para o exercício de 2019 e o que que autoriza abertura de crédito especial. Tiveram andamento ainda a matéria que autoriza o Executivo a custear passagens de transporte público aos acompanhantes dos alunos menores de idade participantes do Programa de Atendimento aos Transtornos de Aprendizagem (ATA) e a que que denomina de Ivoni Hoppen Pohl a Rua A do Loteamento Residencial PAP, no Bairro Floresta. 

Comentários

VEJA TAMBÉM...