Geral

Liberados últimos quilômetros da BR-386 duplicada

Trecho é parte da ampliação da rodovia que começou em 2010, com custo de cerca de R$ 210 milhões

Créditos: Carolina Schmidt
- Lidiane Mallmann

Bom Retiro do Sul - Com três meses de atraso, o trecho da duplicação da BR-386 em Bom Retiro do Sul, sentido interior/capital, foi liberado ontem ao tráfego em seus dois últimos quilômetros. Pela manhã, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Polícia Rodoviária Federal e empresas que participaram do consórcio da obra acompanharam os últimos ajustes para autorizar a passagem dos veículos, a partir das 13h40min.

Com custo total de cerca de R$ 210 milhões, as obras foram executadas pelas empresas Icilla/Conpasul e começaram em 2010. De acordo com o analista de infraestrutura e chefe de serviços da unidade local do Dnit, com regional em Vacaria, Adalberto Jurack, a liberação também permite que as empresas concluam os serviços ainda necessários no sentido capital/interior como o alargamento da pista. A expectativa é que esse trecho esteja concluído em até 30 dias. "A obra de duplicação passou por vários momentos de paralisação, liberação de verbas e também tivemos a questão dos indígenas. Avançamos e conseguimos atender o que eles solicitaram pelo plano básico ambiental. Após esse período, chegamos na tão esperada conclusão do trecho."

A empresa responsável pela colocação da sinalização foi a Sinário Sinalização. O proprietário Leandro Ely lembra da caminhada para a duplicação. "Estou trabalhando no projeto há sete anos. Demorou, mas agora estamos chegando ao final. É um motivo de alegria para todos nós, pois também era uma reivindicação antiga da comunidade que se tornou realidade. Vai trazer mais mobilidade." O estabelecimento instalou placas, tachas, tachões e pintou os sinais verticais na rodovia.

Segurança

O chefe da 4ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Lajeado, Paulo Reni, afirma que a conclusão da obra é um avanço. Com a duplicação, foi construído um canteiro central que traz mais segurança aos motoristas. "O maior número de acidentes com mortes e lesões graves ocorrem quando os veículos avançam na pista contrária. O canteiro serve como uma barreira, faz os veículos amenizarem a velocidade e auxilia para que não avance para a pista oposta. Acredito que irá diminuir muito esse tipo de ocorrência no trecho."

Reni também reforça que a mobilidade na rodovia é outro fator positivo. No entanto, ele solicita para que motoristas tenham atenção próximo do trevo a Bom Retiro do Sul, pois ainda ocorre a obra no sentido capital/interior. "Isso nos preocupa, pois os condutores podem se confundir com a sinalização e ficarem em dúvida sobre onde podem ingressar. Oriento para que tenham calma e os cuidados necessários."

O indicado para quem passar pelo trecho é a velocidade de 60km/k.

Relembre o caso

Os dois últimos quilômetros integram a duplicação da BR-386 de Estrela a Tabaí. O trecho seria liberado no dia 25 de maio, mas a greve dos caminhoneiros impediu que o material necessário para concluir a obra chegasse no canteiro de obras. Os serviços foram retomados após o término da paralisação.

Em 20 de dezembro do ano passado, o Dnit liberou outros sete quilômetros de pista nova aos veículos, entre Estrela e Bom Retiro do Sul. Em julho de 2015, o Dnit entregou as 29 casas e o Centro Cultural da Nova Aldeia Kaingang de Estrela (Aldeia do Coqueiro). A construção das moradias e realocação das famílias foi o fim do entrave para a conclusão das obras. Entre fevereiro e março de 2014, foram liberados os primeiros 23,4 quilômetros da duplicação, iniciada em 2010.

Comentários

VEJA TAMBÉM...