Enchente

Com média de 100 mm de chuva, região volta a ser inundada

Pelo menos sete municípios tiveram problemas com a quantidade excessiva de chuvas desde a madrugada

Créditos: Rodrigo Nascimento
- Divulgação

Vale do Taquari - Bom Retiro do Sul, Cruzeiro do Sul, Estrela, Forquetinha, Taquari, Teutônia e Westfália amanheceram o dia de ontem com pontos de alagamento e deslizamentos em várias ruas e estradas do interior. A chuva, que na média ficou na cota de 100 mm, desde a madrugada de segunda causou transtornos e interrompeu acessos às cidades. 


Um dos casos é a situação de Forquetinha. Uma das entradas da cidade, pela localidade de Vila Storck ficou interrompida durante todo o dia. Conforme o Secretário Municipal de Obras, Ivan Samuel Bundrisch, o local é um dos primeiros a inundar quando chove muito forte. "Existem outros dois acessos à cidade, um antes desse trecho e outro mais acima. Por enquanto é o único problema causado por esta enxurrada", conta. De acordo com ele, assim que sessarem as chuvas, a tendência é que o acesso pela ponte seja liberado.

Em Cruzeiro do Sul a situação das estradas do interior só piorou com a chuva. Conforme o coordenador da Defesa Civil Roque Gerhard, na cidade choveu o equivalente a 135 mm. Com isso, o Arroio Sampaio transbordou e fechou os acessos a Linha Nova e às Linhas Boa Esperança Alta e Baixa. "Mas o maior problema continua sendo as nossas estradas do interior. Nós tivemos vários problemas com a chuva da semana passada e a enxurrada de ontem só agravou o problema."

Na cidade de Taquari, a Lagoa Armênia transbordou e ocasionou pontos de alagamento nas margens do ponto turístico. O coordenador da Defesa Civil da cidade, Leandro Bittencourt da Rosa, a água vinda da Lagoa não chega a inundar as residências do Centro.

Já no Bairro Praia, ribeirinho ao Taquari, 19 famílias seguem fora de casa. Oito estão desalojadas e 11 desabrigadas. "Mesmo com o nível do rio mais baixo, nós optamos por não transferi-las para suas residências antes da próxima quarta-feira", justifica da Rosa. As pontes nas localidades de Julho de Castilhos e Passo do Jucal - no interior -, seguem também interditadas desde a semana passada.

Em Estrela a prefeitura calcula R$ 104 mil em prejuízos tanto com a enchente como com as inundações dos últimos dias. Com a precipitação de segunda-feira, o acesso de Linha São José a Novo Paraíso foi novamente interrompido e a Rua Albimo Francisco Horn, que liga os Bairros Imigrantes e Alto da Bronze, na zona urbana foi interditada.



Cinco bairros alagados

Em Bom Retiro do Sul, cinco bairros tiveram pontos de alagamento na cidade. Os Bairros São Jorge, São José, São Francisco, San Diego e Imigrante foram afetados. A moradora Franciane Garcia, da Rua Olinda Meyer, no Imigrante quase teve a casa inundada. Segundo ela, a água entrou pelo pátio e causou estragos no terreno. "Eu não moro perto de rio, nem de açude e quase tive minha casa invadida pela água", critica.

Conforme o Secretário Municipal de Obras Diogo Antoniolli o que ocorreu na casa de Franciane se deve ao rompimento de uma barragem de um arroio. "A água subiu, mas logo baixou no terreno da família", reforça.

Antoniolli conta que o município tem feito a limpeza de bueiros para evitar o alagamento, no entanto, a chuva registrada ontem em Bom Retiro alcançou a marca dos 107 mm, com isso, não houve chance de vazão.



Deslizamentos

Em Westfália os Bombeiros Voluntários de Teutônia foram acionados para atender uma queda de barreira no km 61, da ERS-453, por volta das 11h de ontem. No local foi observado também, uma rocha que apresentava risco de desabamento e por isso, foi necessário trancar os dois sentidos da pista. Segundo os bombeiros, a rocha teria o tamanho de um carro e foi necessário utilizar esguichos de água para provocar a erosão, antes que a queda acontecesse de forma natural.

Outra queda de rocha foi registrada pelos Bombeiros Voluntários de Teutônia na manhã de ontem, na subida para a Lagoa do Harmonia. Por volta das 5h30min, a corporação foi acionada e o trânsito ficou em meia pista. Já às 10h45min na Linha Glória de Teutônia, uma árvore que obstruía a pista, na zona rural, foi retirada.



Previsão do tempo

A frente fria que hoje trouxe volumes significativos de chuva para a Região, ainda atua sobre o Vale. Por conta disso, a terça-feira ainda começa com nuvens e condições para chuva. Porém, no decorrer do dia, este sistema frontal vai se afastando do Estado e permite o ingresso de um ar mais seco e frio. As temperaturas ficam entre 9°C a mínima e máxima de 16°C.

Na quarta-feira (22), o ar seco e frio define as condições do tempo. Por isso, o tempo firma na região e o sol volta a predominar. Ao amanhecer as temperaturas ficam mais baixas e faz frio. A mínima prevista é de 7°C e a máxima alcança os 17°C.

Na quinta-feira, pouca coisa muda, e ao longo do período, o sol aparece com nebulosidade variável. Pode haver a formação de nevoeiro no começo do dia. Mínima de 8°C e máxima de 20°C

Na sexta-feira, pelo o que os prognósticos indicam no momento, voltam a ocorrer algumas pancadas de chuva na Região devido a influência de uma área de baixa pressão (instabilidade).


Colaboraram: Bárbara Corrêa e Camila Pires

Comentários

VEJA TAMBÉM...