Colunistas

Coluna do Deraldo

Créditos: Deraldo Goulart

>> Pedido de vista
Quando o julgamento de denúncia pelo crime de racismo estava empatado em 2 a 2, um providencial pedido de vista feito pelo ministro Alexandre de Moraes suspendeu o julgamento de Jair Bolsonaro na 1ª Turma do STF.

>> Discurso de ódio
A denúncia feita pela procuradora-geral da República Raquel Dodge diz que o discurso de Jair Bolsonaro feito durante palestra na Hebraica do Rio, "caracteriza o que a doutrina denomina de discurso de ódio".

>> Poder tem limites
Para a acusação, o crime imputado a Jair Bolsonaro deriva da capacidade destrutiva que podem ter afirmações preconceituosas: "palavras constroem mundo ou destroem vidas. A palavra tem poder e o poder tem limites".

>> Crime de estupro
O ministro Alexandre de Moraes dará o veredito final. Se a denúncia na 1ª Turma for aceita, o presidenciável vira réu em nova ação penal. Jair Bolsonaro já é réu no STF por incitação ao crime de estupro.

>> Candidato ao Planalto
O STF ainda não pacificou entendimento sobre se candidato ao Palácio do Planalto réu pode ocupar o cargo. Mas já decidiu que réus na linha de substituição do presidente não podem assumir a presidência.

>> Ficha limpa
A possibilidade de réu ser impedido de tomar posse como presidente da República envolve interpretação constitucional e não tem relação com a Lei da Ficha Limpa. São casos distintos, mas com o mesmo impacto.

>> Voto do eleitor
O eleitor brasileiro terá pouco mais de um mês para eleger a nova representação política. No dia 7 de outubro, serão definidas as composições partidárias das Assembleias Legislativas, Câmara Distrital e Senado Federal.

>> Cargos do Executivo
Estão no pleito ainda os cargos do Executivo tanto estadual quanto federal ou distrital como é o caso do Distrito Federal. Também se saberá quem ganha em primeiro turno e quais os candidatos que terão que passar por um segundo turno.

>> Caça ao eleitor
Com a campanha no rádio e TV, o eleitor é alvo direto dos candidatos. A grande missão dos marqueteiros é fisgar a atenção do ouvinte ou telespectador para firmar o voto. Tarefa árdua pelo desencanto geral com a política.

>> Candidatos conhecidos
Cinco semanas de campanha passam voando para quem precisa levar a sua mensagem e propostas ao mais distante rincão. No quesito tempo de exposição, os candidatos mais conhecidos têm vantagem sobre os demais.

>> Discurso na algibeira
No caso do Legislativo, os que já são parlamentares tem lastro para alavancar a candidatura. Dispõem de recursos material e financeiro competindo com quem só traz na algibeira, o discurso e a boa vontade.


Deraldo Goulart

Comentários

VEJA TAMBÉM...